Adaptações e transformações

Um dos principais benefícios para as pessoas com deficiência é a possibilidade de adaptar seu veículo, eliminando as anteriores dificuldades para dirigir. Abaixo alistamos as principais, além de mostrar o objetivo de cada uma:

Pomo 2 Pontos – para quem tem limitação dos movimentos de preensão (segurar ou agarrar com as mãos). O dispositivo auxilia a apreensão e giro do volante.

Pomo 3 Pontos – auxilia a apreensão e giro do volante. Destinado às pessoas com limitações nos movimentos de preensão da mão, extensão e flexão do punho.

Pedal removível – quando o pedal da embreagem pode ser removido, no caso de quem tem deficiência do membro inferior direito.

Prolongamento de pedais – aproxima os pedais (acelerador, freio e embreagem), e pode ser retirado para o uso convencional. Serve para quem tem baixa estatura.

Embreagem Standart – embreagem automatizada. Indicado para portadores de deficiência dos membros inferiores.

Prolongamento de alavanca – deixa a alavanca do câmbio mais próxima da pessoa, para quem tem encurtamento de membros superiores.

Empunhadura Copo – para quem teve a mão amputada. O dispositivo é instalado na alavanca de troca de marchas.

Embreagem manual a vácuo – a embreagem é acionada por um gatilho fixado no câmbio. Indicado para portadores de deficiência dos membros inferiores.

Comando Manual Universal – os comandos de acelerador e freio podem ser acionados pela mão (direita ou esquerda). Indicado para quem tem deficiência nos membros inferiores.

Freio Manual – o freio pode ser acionado pela mão esquerda.

Limitador de pedais – com isso, os pedais originais não podem ser acionados pelos motoristas que apresentem movimentos involuntários de membros inferiores.

Pedal removível – pedal da embreagem pode ser removido provisoriamente.

Acelerador esquerdo – sem anular o pedal original do acelerador, transfere o pedal para o lado esquerdo.

Controle de Comando Elétrico – todos os comandos elétricos do painel são acoplados ao volante.