Estudo: Motoristas não querem veículos autônomos

Veículos que estacionam sozinhos, que avisam sobre a presença de objetos no ponto-cego, que medem o nível de cansaço do motorista. Tudo isso parecia um sonho, mas hoje é realidade em muitos veículos.

Apesar do aumento significativo na tecnologia empregada pelas montadoras, parece que os motoristas não querem perder o seu controle sobre os carros. Pelo menos é isso o que indica um estudo encomendado pela Ford nos Estados Unidos, publicado recentemente pelo jornal The Detroit News.

A pesquisa incluiu 2.500 motoristas, excluindo aqueles com idade entre 16 e 18 anos. O resultado mostrou que 90% tem interesse no aumento da tecnologia no campo da segurança. Nesse grupo, cerca de 60% culpam os pontos-cegos por acidentes, 50% admitem ter dormido ao volante (ou conhecem alguém que teve esse problema) e 40% ainda tem receio de fazer balizas.

O estudo, conduzido pela empresa Penn Schoen Berland, ainda descobriu que muitos motoristas não sabem que essas tecnologias já existem no mercado. Enquanto elas se animam em possuir um carro com esses itens, apenas 39% se interessou por veículos autônomos, mostrando que ainda desejam ter o controle sobre as principais funções do veículo.

[Fonte: Autoblog]