16 set 2008

Farol de Xenon não é Contra a Legislação

34 Comments



Já escutei muita gente por ai falando que farol de Xenon era contra a lei, que o carro era apreendido assim como quando tivesse um carro rebaixado e só liberado após a modificação para o farol original.

De certa forma a lei está ai para isso, para prender alguns carros que possuem farol de Xenon fora dos padrões e que ofuscam a vista dos motoristas que vem em sentido contrario ou até mesmo na frente de um carro com um farol de Xenon desregulado ou fora das normas.

Realmente atrapalha, já tive a péssima oportunidade de dirigir na frente de um carro com farol de Xenon desregulado, sem pensar tive que ir para o acostamento e deixá-lo passar porque a dor nos olhos era demais.

Mais temos vários faróis de Xenon no mercado que foram aprovados pelo DETRAN e que podem ser usados sem nenhum problema, nem para o seu bolso e nem para a visão de outros motoristas, vou listar abaixo algumas especificações que estão na lei sobre o farol de Xenon no Brasil, sobre a potencia, cor, entre outras características que é preciso para um farol de Xenon estar dentro da lei e poder ser usado no Brasil.



A potencia do farol de Xenon não pode ultrapassar 60 w, sendo que a maioria dos faróis de xenon não alcança mesmo, não chegam a 40 w.

A cor dos faróis de xenon tem que ser branca ou amarela sendo que a cor do farol de xenon é branca que varia de 6000 a 8000 graus kelvin, só e permitido na legislação brasileira faróis acima de 8000 graus kelvin faróis xenon para Off – Road.

Se os equipamento não se enquadrar nas características citadas isso poderá gerar uma multa grave e retenção do veiculo ou documento até a alteração das características para que o carro possa circular.



Notícias relacionadas:

[top]
34 Responses to Farol de Xenon não é Contra a Legislação
  1. Só legalizar como: "ALTERAÇÃO NO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO".Ao invés de XENON no documento agora, é só legalizar desse jeito com algum "amigo" do DETRAN. É igual ao pessoal que tem suspensão a ar ou rosca no carro e anda com o documento escrito rebaixado.Não mudou em nada !!!! A lei no Brasil tem muitas brechas é só se informar a aproveitar das oportunidades!!!! ESPALHEM A NOTÍCIA PARA OS INTERESSADOS E VAMOS EM FRENTE NESTE PAÍS MEDÍOCRE E DE AUTORIDADES SEM MENTE, GOVERNANTES PODRES E INCOMPETENTES.

  2. Acontece que brasileiro só se preocupa com o seu. Quantas vezes em dia de chuva, (ou mesmo à noite em vias iluminadas) o motorista não acende os faróis porque ele que precisa ver, não os outros. Quantas vezes eu cruzo nas estradas com faróis normais que o sujeito anda desregulado ou simplesmente não abaixa os faróis. Já fui passageiro de muita gente também que incrivelmente faz questão de manter alto, peço para baixar e acham graça! gente que eleva o facho, achando que precisa enchengar mais alto (nem tem noção que cega o outro). Agora cada vez mais cruzo com xenons em carros antigos, que nem o refletor nem as lentes foram projetadas para lampadas de alta potencia. Quando ficar mais barato aquele xenon que tem no alto e baixo, vou ter que por no meu para enfrentar a guerra dos faróis. A pessoa tem que entender que existe um índice de radiação luminosa que pode ultrapassar a linha acima dos faróis baixos, e faróis projetados com lampadas mais "fracas" ficam abaixo desse indice, quando se troca por uma lampada mais forte, a quantidade que vaza para os olhos do motorista contrário fica acima do aceitável. deviam sim multar quem anda desregulado, não baixa os faróis ou modifica de qualquer forma se achando sabidão. O brasileiro precisa aprender que seu direito termina onde começa o do outro.

  3. Márco A Vasconcellos 14 de abril de 2011 at 6:40 Responder

    Lamento, mas apesar de ser tão util para poucos, e algo extremamente perigoso para muitos. Alguns idiotas não sabem usar o farol convencional o que dirá estes. São faróis desregulados, cegando quem esta na frente e principalmente quem vem em sentido ao contrário. Se em algumas vezes não conhecem a lei, na sua maioria é por pura ignorância e falta de consciência, total falta de respeito pela própria vida e a dos outros.
    Já que inventaram um farol tão potente, porque não inventam agora algo para as pessoas de bem se defenderem contra a cegueira no transito, devido a excesso de imprudência.

  4. Duvido que os proprios FDP que criaram essa lei não tenham seus carrões importados com farol de Xenon.

    Itajaí – SC

  5. È um grande problema esta questão do xenon, mas acho que vale apena a gente guardar R$550,00 e regularizar xenon e o rebaixamento, pois ai não tem conversa, pois costa nos documentos e é regularizado pelo Imetro.

    Adriano-Gravataí-RS

  6. Farol de Xenon ajuda pácas. É muito mais efetivo que o farol alto em causar dor de cabeça ou cegar o motorista da frente ou do contra-fluxo.

  7. Ronaldo!!! Brilha muito por causa do XENON.

  8. O Estado está sempre aquém da demanda… Isso faz parte da nossa história. Porque o Estado não se antecipa e proíbe um acessório antes que seja vendido ? Porque não aplicar um sêlo do INMETRO nos kit's de xenon que são vendidos. A maioria vem da China e são péssimos no ajuste do foco do farol. Tenho um kit instalado conforme resolução 227 do CONTRAN e de um ótimo fabricante.

  9. Primeiramente o detran deveria então exigir que todo o tipo de automóvel tivesse de fazer vistoria anual no inmetro, pois tem muita lata velha por aí que atrapalha mais que xenon, segundo, Xenon instalado em um carro com farol regulado, não atrabalha, ou atrapalha menos que estes siena e palio novo, duvido farol que atrapalhe mais que estes, na verdade o governo gosta mesmo é de levar lucro em tudo, se pagar (legalizar, inmetro e taxas) PODE, se não pagar (legalizar) não pode!

  10. REMOÇÃO OU RETENÇÃO DE VEÍCULO?

    E agora.. é a hora de vc mostrar que LEU alguma coisa aqui!

    A polícia mal intencionada vive querendo levar 'pro pátio' os veículos com alteração de característica… Então, quem nao seguiu meu conselho de 'andar dentro da lei', veja pelo menos como fazer para não deixar o carro ir "pro pátio"!

    Pátio…

    Depois de “falta”, certamente a palavra pátio é a que mais aterroriza aos apaixonados por preparação automotiva. É o eterno drama de viver sob a infindável ameaça de perder o resultado de seus incontáveis investimentos para o pátio do Detran, ainda que apenas por alguns dias.

    Contudo, a coisa não é tão simples quanto determinados policiais corruptos pretendem fazer parecer. É certo que existem várias hipóteses nas quais a autoridade pública tem o dever de recolher certos veículos para o pátio do Detran, sob custódia policial. Porém, é também certo que NEM TODAS AS INFRAÇÕES de trânsito dão margem à apreensão e remoção do veículo!

    Desde logo advirto: VEÍCULO COM CARACTERÍSTICA ALTERADA NÃO PODE SER APREENDIDO E MUITO MENOS REMOVIDO PARA O PÁTIO DO DETRAN!.

    Para entender essa questão, precisamos começar entendendo as seguintes 2 expressões técnicas, que nada têm a ver uma com a outra: RETENÇÃO e REMOÇÃO.

    São duas modalidades distintas de medidas administrativas, acessórias à pena de multa, que a autoridade pública deve aplicar em determinadas situações.

    Pela definição do próprio Código de Trânsito, remoção é a hipótese na qual, além da multa, deve o policial proceder à remoção do veículo para o pátio do Detran. Até aqui nenhuma novidade.

    Art. 271. O veículo será removido, nos casos previstos neste Código, para o depósito fixado pelo órgão ou entidade competente, com circunscrição sobre a via.

    Diferentemente do que ocorre com a remoção, a retenção é a medida administrativa segundo a qual o policial deve, num primeiro momento, impedir que o veículo seja liberado, até que a irregularidade que deu motivo à retenção seja sanada. Exemplo: um automóvel com película mais escura do que o permitido. Se o proprietário arrancar a película ali mesmo, o policial deve liberar o veículo, apenas com a multa correspondente.

    Art. 270. O veículo poderá ser retido nos casos expressos neste Código.

    § 1º Quando a irregularidade puder ser sanada no local da infração, o veículo será liberado tão logo seja regularizada a situação.

    § 2o ****************

    Mas, e aqui se encontra o cerne da questão, existem certas irregularidades passíveis de retenção que não têm como ser sanadas rapidamente, tais como um turbo irregular ou uma alteração de suspensão em automóvel. É óbvio que não há como você desinstalar o turbo de um carro em poucos instantes e sem ferramentas, e tal absurdo nem se pode exigir.

    E, fatalmente, o que acaba por ocorrer quando se está diante de um agente policial corrupto ou ignorante, é você ser informado de que “se não há como sanar a irregularidade, o veículo será removido para o pátio do Detran”.

    E R R A D O!

    Não é o que manda a lei!

    Seja por ignorância, seja por má-fé, e vale lembrar que nenhuma dessas hipóteses serve como desculpa a um funcionário público que tem como único dever a fiscalização do trânsito, alguns agentes de trânsito OMITEM o parágrafo segundo do art. 270 do Código de Trânsito, vamos a ele (e, aliás, ao artigo todo):

    Art. 270. O veículo poderá ser retido nos casos expressos neste Código.

    § 1º Quando a irregularidade puder ser sanada no local da infração, o veículo será liberado tão logo seja regularizada a situação.

    § 2º Não sendo possível sanar a falha no local da infração, o veículo poderá ser retirado por condutor regularmente habilitado, mediante recolhimento do Certificado de Licenciamento Anual, contra recibo, assinalando-se ao condutor prazo para sua regularização, para o que se considerará, desde logo, notificado.

    § 3º O Certificado de Licenciamento Anual será devolvido ao condutor no órgão ou entidade aplicadores das medidas administrativas, tão logo o veículo seja apresentado à autoridade devidamente regularizado.

    § 4º Não se apresentando condutor habilitado no local da infração, o veículo será recolhido ao depósito, aplicando-se neste caso o disposto nos parágrafos do art. 262.

    § 5º A critério do agente, não se dará a retenção imediata, quando se tratar de veículo de transporte coletivo transportando passageiros ou veículo transportando produto perigoso ou perecível, desde que ofereça condições de segurança para circulação em via pública.

    Como se pode ver de forma absolutamente clara e inequívoca, se não houver como corrigir a irregularidade no local da infração, o condutor tem a opção de entregar o documento do veículo (CRLV) ao policial, e, utilizando a multa como documento temporário, passa a ter um prazo (dado pelo policial, normalmente 10 dias) para regularizar o veículo e buscar o documento na sede da entidade responsável pela retenção. Claro, você tem também o direito de optar por não levar o veículo, e deixá-lo retido no local para ser conduzido ao pátio do Detran (em casos específicos, como, por exemplo, se quiserem multar por estar rebaixado um veículo que não está rebaixado. Neste caso o ideal é solicitar que o automóvel seja levado ao pátio, solicitar uma perícia técnica no local para provar que o automóvel não era rebaixado e, com esse laudo pericial, tomar as medidas legais contra o policia e contra o Estado), mas normalmente não é o caso.

    Enfim, qualquer pessoa alfabetizada pode constatar sem problemas seu direito, devidamente previsto em lei, de não ter seu veículo “apreendido”.

    Alguns policiais tentam argumentar, como se fossem membros da Academia Brasileira de Letras, que “o veículo poderá ser retirado…”, e isso é uma mera faculdade do policial, de permitir ou não a liberação.

    Essa argumentação é tão estúpida que confesso ficar até constrangido de respondê-la. Mas, já que é preciso, procedamos à análise sintática da expressão:

    Versão normal, que está invertida: “o veículo poderá ser retirado por condutor regularmente habilitado”

    Versão corrigida sintaticamente: “o condutor regularmente habilitado poderá retirar o veículo”.

    É fácil perceber que ambas as frases têm o mesmo sentido e o mesmo significado. E, analisando a segunda, vê-se que o verbo “poderá” é relativo ao sujeito “o condutor”. Logo, poder ou não retirar o veiculo é uma faculdade que assiste ao condutor regulamente habilitado, e não ao policial.

    Devidamente compreendidas as diferenças entre remoção e retenção, agora só me resta dizer que a “alteração de características” é uma infração passível de multa e medida administrativa de retenção, e não remoção!!!

    Logo, por mais que seu automóvel esteja rebaixado e turbinado sem regularização, em hipótese alguma o veículo pode ser “apreendido”, desde que não hajam infrações passíveis de remoção (IPVA em atraso, placas ilegíveis, etc…). Pode, sem dúvida, receber mais de uma multa e ter os documentos apreendidos.

    O simples fato de um automóvel estar rebaixado não autoriza, em hipótese alguma, um policial a removê-lo. Se um policial fizer isso, estará COMETENDO CRIME DE ABUSO DE AUTORIDADE, nos termos da Lei 4.898/65, por aplicar uma medida diversa da prevista em lei!

    E quem comete crime, é bandido, e deve ser processado criminalmente.

    Não deixem barato esse tipo de conduta criminosa. Se elas ainda acontecem a culpa é de quem se omite e de quem paga suborno. Comecem a fiscalizar os agentes de trânsito com o mesmo rigor com que eles fiscalizam nossos veículos, que certamente os abusos irão ficar cada vez mais raros.

    Não subornem, não se intimidem e não deixem barato. Policiais honestos não têm o que temer, policiais bandidos têm tudo a perder. E perdem!

    Se você começar a se defender e o bandido disser que vai levá-lo preso por ‘desacato à autoridade’, diga a ele somente que ficará feliz em acompanhá-lo até a Delegacia de Polícia mais próxima e relatar ao Sr. Delegado de Polícia o quanto você estava ‘desacatando’ o CRIME DE ABUSO DE AUTORIDADE que ele está cometendo.

    Maxtunay

    Publicitario

  11. Seria bm mais facil eles nivelarem as estradas do q fica proibindo essas coisa.

    A culpa é da baianada pq essas porras poe xenon em carro velho e é um xenon de pessima qualidade.

  12. Uma coisa é saído de fábrica e outra instalado na concessionária, o carro que saí de fabrica tem o foco e demais itens preparado para o xenon, diferente o colocado depois, é uma gambiarra.

  13. Mesmo "saindo de fabrica" é preciso passar pelo INMETRO para constar o opcional no documento.

  14. Tenho um Citroen C4 Pallas e acabei de receber uma multa porque o Xenon não tinha o limpador no farol, foi um item colocado pela própria concessionária, como opcional para o meu modelo. Estou indignada!

  15. Por favor divulguem:

    Como regularizar o uso de lâmpadas HID (xenon)

    fonte: site do DENATRAN
    http://www.denatran.gov.br/ultimas/20090116_farol

    publicado em 16 de janeiro de 2009

    Contran regulamenta o uso de farol de descarga de gás

    As Resoluções 227 e 294 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que tratam do sistema de iluminação dos veículos entraram em vigor no dia 1° de janeiro de 2009. Os veículos fabricados e modificados a partir desta data deverão seguir as normas previstas nessas Resoluções. As normas também regulamentam o uso dos faróis equipados com fonte de luz de descarga de gás e/ou com o fluxo luminoso acima de 2.000 (dois mil) lumens.

    No que se refere aos faróis de descarga de gás (xenônio), as Resolução exigem dispositivo de limpeza e de regulagem. Tanto os veículos saídos de fábrica a partir de janeiro de 2009 quanto os que forem modificados para o uso deste tipo de farol deverão possuir esses dispositivos. Já os veículos fabricados e modificados com o farol de descarga de gás antes do dia 1° poderão continuar circulando, no entanto, no caso dos veículos modificados é necessário que tenham cumprindo as normas previstas na Resolução 292 que trata das modificações de veículos. A informação referente à modificação deve constar no Certificado de Registro do Veículo (CRV) e no Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRV).

    De acordo com o artigo 98 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), para realizar alterações nas características do veículo o proprietário deve antes solicitar autorização do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Somente após a autorização é que alteração pode ser efetuada. Depois de realizada a modificação, o veículo deverá passar por uma inspeção de segurança veicular em uma Instituição Técnica Licenciada (ITL). Essa ITL é licenciada pelo Denatran e acreditada pelo Inmetro. Caso o veículo seja aprovado na inspeção, a ITL emitirá o Certificado de Segurança Veicular (CSV). O Certificado deverá ser entregue ao Detran, que incluirá a alteração na documentação do veículo.

    Para a modificação do sistema de iluminação do veículo é recomendável que o proprietário se informe junto ao fabricante se o veículo pode sofrer as modificações desejadas. No caso do sistema de iluminação deve se observar também as cores das lâmpadas. Segundo a Resolução 227, independente do tipo de lâmpada a cor do facho de luz emitido pelo farol deve ser branca. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), conduzir o veículo com característica alterada é uma infração de natureza grave, com multa de R$ 127,69, cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação e a retenção do veículo para regularização.

    Passo a Passo:

    Para realizar modificação no sistema de iluminação do veículo:

    1°. Solicitar autorização do Departamento Estadual de Trânsito (Detran)

    2°. Realizar a modificação dentro das normas previstas pela legislação vigente. No caso do sistema de iluminação – Resoluções 227 e 294

    3°. Realizar inspeção veicular em uma Instituição Técnica Licenciada (ITL).

    A inspeção pode ser realizada em qualquer ITL do País. Em caso de aprovação a ITL emite o Certificado de Segurança Veicular (CSV)

    4°. O CSV deve ser entregue ao Departamento Estadual de Trânsito. O Órgão incluirá as informações referentes à modificação nos documentos do veículo.

    Farol de descarga de gás

    Todos os veículos fabricados ou modificados com farol de descarga de gás a partir de 1° de janeiro de 2009 deverão possuir:

    1. Dispositivo de limpeza do farol

    2. Dispositivo de regulagem do farol

    3. Facho de luz emitida na cor branca

    No que se refere à regulagem do farol as Resoluções do Contran permitem tanto o dispositivo de regulagem automática quanto o manual do tipo contínuo ou gradual. Segundo a Resolução 294, o dispositivo manual deve possuir posição de repouso que permita que os faróis possam voltar à posição de inclinação vertical inicial por meio dos parafusos de regulagem ou outros meios similares. (Resolução 294 – Anexo I, item 4.3.6.2.1 e parágrafos 4.3.6.1.1 e 4.3.6.1.2 e Anexo I, item 4.3.6.2.2 e parágrafo 4.3.6.1.1)

    As Instituições Técnicas Licenciadas verificarão se os veículos modificados com o farol de descarga de gás atendem aos requisitos estabelecidos no Regulamento Técnico da Qualidade – RQT 24, publicada pela Portaria 30/02 do Inmetro, e nas Resoluções 227 e 294 do Contran.

    Links úteis:

    Código de Trânsito Brasileiro

    Resolução 227 – Sistema de Iluminação

    Resolução 292 – Modificação de Veículos

    Resolução 294 – Sistema de Iluminação

    Lista das Instituições Técnica Licenciadas

  16. Qual carro você tem?

    Dependendo do veiculo é possivel regularizar

  17. Comprei meu kit xenon no ano passado, e por medo de multas, fui obrigado a retirar no dia 31/12/08, já que no dia 1° de janeiro ja seria proibido. Desde então ele está guardado. Gastei R$1000,00 nos kits, pois tenho o de milha também. Pra que? Pra ficar guardado na gaveta?

    Espero que as autoridades competentes tomem as devidas providêcias. Eles alegam que o farol de xenom cega as pessoas que seguem em veiculos no sentido contrario; como se os faróis normais não segassem, ainda mais com os motoristas que ao cruzar com outros veículos não abaixam os faróis. Fica aqui a minha revolta. Em vez de fazer leis para punir bandidos, ficam fazendo leis pra prejudicar cidadãos trabalhadores.

  18. Boa noite!

    Prezados Senhores, a dúvida sobre o Xenon está geral, fica um disse me disse e ninguém dá uma solução, eu estou aguardando uma resposta da revendedora da Toyota, que por sua vez também está esperando o retorno de uma reunião entre os revendedores ou representantes dos kits que são comercializados no Brasil e o CONTRAN que seria realizada em fevereiro/09.

    Bom cansado de blá blá blá… , eu comecei a pesquisar e achei as últimas novidades no link a seguir, recomendo que todos tomem ciência do que realmente está ocorrendo.
    http://xenonlegal.wordpress.com/
    Ler resoluções do CONTRAN 227/07 alterada pela 294/08, no link a abaixo vocês podem conferir e tirar suas conclusões.
    http://www.denatran.gov.br/resolucoes.htm
    Abraços,

  19. Boa Tarde , o xenon não foi proibido, a reportagem da rede globo não mostrou tudo, aquela lei se aplica a carros produzidos apartir de 2009.

    Ou seja , carros produzidos antes de 2009 podem sim andar com xenon e dentro da lei, e o melhor de tudo não é necessario fazer alterrações como o limpador nem a regulagem de nivel automatica do farol , tenho um 206 e meu farol jah esta regularizado , é simples , qualquer duvidas me procurem e ajudarei a esclarecer , obrigado!

  20. Boa tarde,

    Bom eu tenho xenon no meu carro, de uma coisa é certa, sendo regular ou nao, a xenon ajuda bastante, moro em Manaus a cidade parece a lua toda esburacada, com a xenon a visibilidade é 100% garantida, consigo deviar de todos os buracos, e tanto a mim quanto muitos no Brasil querem que essa lei vire pizza, tantas outras coisas muito mais importantes vira pizza no país porque essa nao pode virar?

    Abraços a todos

  21. bom dia,entam quer dizer que quem tem carrro sem esses acessorios de limpador de farois e regulador de altura não pode ter farois de xenon?

  22. Olá, quero deixar registrado minha ultima experiência. No ultimo dia 04/01/2008 as 9:30 ao retornar de viagem fui parado pela policia rodoviário federal no trecho SP-RJ proximo a Queluz. No momento estava chovendo, por isso eu estava com os faróis de xenon acessos. Ao parar o carro o policial pediu meus documentos em seguida pediu para acompanha-lo, nem olhou o carro, ao entrar dentro do posto policial encontrava-se um caminhoneiro que pagou para ser liberado. Depois chegou minha vez o policial disse que eu seria multado pois estava circulando com faróis de xenon que são proibidos pela nova resolução do COTRAN, pedi para ele mostrar-me tal lei, pois não estava sabendo ele entrou na internet e mostrou-me um correio interno da Policia Rodoviaria Federal que era meramente informativo e em momento algum mostrou a resolução, e falou-me que eu teria de ter limpador no farol e meu xenon era mais de 8000k. Questionei ele, que se estava irregular ele teria de medir a luminosidade do farol para ver se ultrapassava o limite permitido por lei, com isso ele ficou alterado e mudou o texto e falou que iria apreender o documento ou o veículo. Nessa hora eu percebi que ele queria mesmo é só dinheiro, mas sou contra alimentar essa pratica de roubo com farda… Disse para o tal policial que ele teria de mostrar na lei onde que o uso do farol de xenon estava proibido, como que ele podia constatar a irregularidade do facho, e por que o documento seria apreendido. Tudo isso já tinha se passado mais de 25 minutos e somente ele estava no posto policial, então ele parou olhou para mim e disse pega seu documento e vai embora que eu estou de dando uma moral. Concluo que ele me liberou não pelos questionamentos que eu fiz para ele, nem ao menos por ele não ter meios para atuar-me, mas sim por que ele estava lá dentro vendo a quantidade de carros e caminhões que estavam passando e ele perdendo dinheiro. CUIDADO!!! ESSA RESOLUÇÃO VAI LEVAR MUITO DINHEIRO.

  23. Boa tarde.

    Tenho um palio e tenho Xenon de 8000K, meu caso posso andar com ele normal ou terei que deixar as lâmpadas originais.

  24. Do jeito que está indo vamos ter que andar com as resoluções do denatran junto com o documento do veículo, para evitar abuso .

  25. Será que os políticos não tinham mais nada para fazer?

  26. É INACREDITÁVEL ESSA LEI , COMO SEMPRE O BRASIL ANDA NA CONTRA MÃO DO MUNDO DEVIDO A MAIORIA DE IGNORANTES DA NAÇAO VOTAREM EM POLITICOS SEMI ANALFABETOS E INUTEIS QUE COMEÇAM A SEMANA NA QUARTA E ENCERRAM NA QUINTA VOTANDO EM LEIS SEM A MINIMA IMPORTANCIA PARA O PAIS

  27. Como fica quanto às motos? Tenho 02 motos com farol de xenon, posso transitar durante o dia com eles acessos? Nenhum farol , mesmo alto, atrapalha a visão durante o dia?

  28. A lei não fala em momento nenhum em tipo de lâmapda(descarga de gás ou incandescente) , fala em lâmpadas que emitem mais de 2000 lumens (xenon??), o problema é quem vai provar que um farol está fora da especificação , sem um aparelho adequado para medir em mãos??? , a meu ver isso é suficiente para invalidar qualquer multa emitida por conta dessa lei .

    meu xenon é de 4300 K ( não gaus Kelvin) , branco amarelado, e perfeitamente regulado se me multarem, aceito a multa com todo prazer e depois recorro, e ainda meto um processo no FDP que me multar por abuso de autoridade!!!

    A obrigação do estado é prover condições adequadas para que todo mundo possa dirigir em segurança (iluminação pública adequada, e asfaltamento ), o mesmo não cumpre seu papel isso é notório , se fizessem cumprir a resolução anterior (227) que obriga que os faróis sejam brancos ou amarelos , seria suficiente para tirar de rota um monte de gente que anda de farol azul.

    Fazer o que , isso é Brasil , as leis estão aí para serem desrespeitadas. Lamentável

  29. Bom dia, isto tb se aplica à motocicletas?

  30. até quando vamos ter que aguentar estes politicos querendo proibir um item que se colocado de forma legal e bem instalado nao causa nenhum problema,

    pois o meu veiculo possui o farol de xenon e digo com todas as letras que é muito bom. o xenon hoje se torna um item de segurança nas estradas esburacadas do nosso pais,eles estao confundindo o xenon com aquelas lampadas super branca pois elas sim encomoda e muito quem vai a frente ou sentido contrario,nos temos que fazer algo para que esta lei seja mudada e rapido.digo mais uma vez se tornou um iten de segurança nas estradas!

  31. É verdade, a partir de janeiro vai ser proibido o uso de farol de Xenon a não ser que se façam todas as alterações que vão de limpador até um ajuste de altura para que na estrada que não seja nivelada não afete a visão de outros motoristas.

  32. vi no jornal que em 2009 irãoproibir o uso de farol xenon,é verdade?

  33. Sim como eu disse no artigo, ajuda princiapalmente aqui no sul onde moro, em dias de nebulosidade ele é uma "mão na roda".

  34. Ele só ficará contra a legislação se for instalado incorretamente, do contrário ele ajuda e muito.

    Abraços


[top]
Leave a Reply