GM pode fechar fábricas da Opel e investir no Brasil

A General Motors está quase perdendo a paciência com a Opel, sua divisão na Europa. Segundo os últimos relatórios divulgados, a marca não consegue nem cobrir seus próprios gastos, gerando um prejuízo de 747 milhões de dólares.

A solução mais provável, segundo a imprensa alemã, seria fechar as fábricas na Inglaterra e na própria Alemanha, destinando esses gastos atuais para os chamados “países de baixo custo”. Entre eles estão Brasil, China, Índia, México, Polônia e Rússia, onde a marca ampliaria suas instalações ou até mesmo ergueria novas plantas.

Além de suprir a demanda interna, as fábricas nesses países poderiam importar unidades para a Europa, mas apenas se isso for realmente necessário. Caso isso aconteça, a expectativa é de que 300.000 unidades da Opel sejam feitas fora da Europa, até 2016, no México, na Coréia do Sul e na China.

Tudo isso, porém, foi negado pela GM. Segundo o porta-voz do grupo na Europa e o chefe da Opel, nada será feito antes de 2015.