Inadimplência na compra de carros sobe pelo 17º mês seguido

O Banco Central divulgou nessa semana que a taxa de inadimplência no setor automotivo subiu pelo 17º mês consecutivo, indo de 5,9% em abril para 6,1% em maio.

Com isso, a inadimplência (atrasos superiores a 90 dias) de pessoas físicas no setor bateu um novo recorde histórico. O cenário fica ainda pior quando olhamos o nível de atrasos no primeiro desses 17 meses, que foi dezembro de 2010. Na época, ela estava em 2,5%, o que indica um crescimento de 144% em pouco mais de um ano.

Com a mesma velocidade, os bancos passaram a dar menos crédito para os brasileiros. Ainda segundo os dados divulgados pelo BC, de abril para maio o estoque de linhas de crédito caiu 0,3%, permanecendo em 200 bilhões de reais.

  • E deve subir mais.
    O Banco Central e o governo em geral comparam a oferta de crédito para o brasileiro com a oferta em outros mercados. A nossa sempre foi mais baixa. Agora que aumenta, também aumenta a inadimplência.