Visitamos a Reatech 2012, e trazemos tudo sobre a feira

Como citamos na semana passada, o Carros Blog marcou presença na Reatech 2012, uma das principais feiras sobre reabilitação, inclusão e acessibilidade no Brasil.

Com 300 expositores e uma área de 32.000 m2, a feira reúne o que há de mais recente no assunto, desde veículos adaptados até competições esportivas para pessoas com deficiência. A oportunidade de estar ali nos deixou claro uma coisa: as pessoas com deficiência estão ansiosas por mais atenção às suas dificuldades.

Ao caminhar pelos corredores era nítido o desejo de todos (deficientes visuais, físicos, mentais e autistas) de conhecer tudo o que a Reatech 2012 poderia lhes oferecer, sabendo que aquele evento seria um dos poucos onde isso aconteceria. A preparação do local incluía piso com guia para cegos, planta do local em braile e muitas outras adaptações.

Entre os expositores podemos destacar as principais montadoras do mercado, que finalmente estão vendo o potencial que esse mercado tem em nosso país. Infelizmente, porém, a maioria ainda conta apenas com carros automáticos em seus estandes, sem as adaptações que estes poderiam oferecer. Notamos que ainda falta um preparo maior para atender ao público da feira, que sempre tem muitas perguntas sobre seus direitos na hora de comprar um veículo.

Em muitos casos, as marcas não colocavam nenhum funcionário para tirar dúvidas ou acompanhar os visitantes, deixando apenas algumas moças ao lado dos veículos. É preciso lembrar que a Reatech não é um Salão do Automóvel, onde o objetivo dos visitantes é apenas conhecer as novidades do mercado e chegar perto de superesportivos. O local onde o evento foi realizado (Centro de Exposições Imigrantes) também não tinha a ventilação adequada para tantas pessoas, deixando o ambiente um pouco quente.

Obviamente, podemos citar algumas exceções. O estande da Fiat era o que mais tinha opções de veículos adaptados, todos à disposição dos visitantes. Na Ford também encontramos as explicações necessárias, tanto sobre os modelos como em relação ao que lei diz sobre quem pode obter os descontos em sua compra. O mesmo ocorreu na Volkswagen, onde recebemos um ótimo atendimento.

Além das montadoras, também não podemos deixar de falar sobre as empresas que oferecem adaptações aos veículos. Como era de se esperar, a Cavenaghi tinha o estande mais bem equipado, com vários funcionários demonstrando como cada adaptação funcionava. O maior destaque, pórém, estava no conhecimento de todos ali. Como aconteceria no caso de uma pessoa com deficiência visitando o local, nós perguntamos tudo sobre cada produto, e sempre obtivemos respostas satisfatórias.

A Reatech 2012 provou que está explorando um campo ainda pouco reconhecido no Brasil, mas que já movimentou 1,5 bilhão de reais por aqui em 2011, com expectativa de crescer 20% neste ano. Se acertar os poucos detalhes que ainda precisam de atenção, ela tem tudo para se tornar um dos destaques do calendário de feiras em nosso país.

Nos próximos dias vamos falar em detalhes sobre a visita a cada estande. Não perca!