10 dicas para a manutenção do seu carro

Manutenção-4

A manutenção periódica do carro é um requisito para que tudo permaneça em ordem e com segurança. Muitas pessoas acham essa prática muito dispendiosa, mas ela é realmente necessária para evitar problemas mais graves e custosos. Além disso, tomando alguns cuidados é possível prolongar a vida útil de muitas peças do automóvel. Confira as dicas de com o que você deve ficar atento, recorrendo ao seu mecânico quando necessário.

1. Água do radiador
Essa manutenção também pode ser feita por você mesmo e semanalmente. Com o motor frio e o veículo nivelado, a água deve estar entre o “Mín” e o “Máx” indicados no reservatório. A principal função do radiador é manter o motor resfriado. Por isso, ao verificar que a água precisa ser completada frequentemente, leve o carro a um profissional para evitar queimar juntas, velas de ignição, furar pistões ou fundir o motor.

2. Velas de ignição
Responsáveis pela movimentação do carro, as velas dão sinais de que precisam ser trocadas: aumento considerável do consumo de combustível, dificuldades na partida e marcha lenta desregulada. O tempo entre as trocas varia conforme a recomendação do fabricante. Em geral, deve ser feita a cada 20.000/30.000 Km. Para carros turbinados de fábrica é recomendada a verificação a cada 10.000 Km.

3. Correia dentada
A correia dentada ou sincronizadora deve ser inspecionada por um profissional, em uma oficina mecânica, pois é protegida por uma capa. Verifique o manual do proprietário ou concessionária do fabricante e siga as instruções fielmente. Geralmente a previsão de troca é a cada 50.000 Km.

Manutenção-2

4. Óleo do motor
Verifique o nível semanalmente. Esse procedimento pode ser feito em casa. Antes de usar o carro pela primeira vez no dia e em um piso nivelado, retire a vareta do óleo. É necessário limpá-la para poder medir corretamente o nível do óleo. Faça isso usando um papel ou pano. Logo após, insira-a novamente e fique atento ao retirá-la: a marca do óleo deve estar entre as marcas “Mín” e “Máx” da vareta.

5. Filtros
Filtro de ar: não há tempo determinado concreto para sua troca, porém recomenda-se que seja feita a cada 7.000Km. Um filtro sujo pode causar danos ao desempenho do carro, aumentando o consumo de combustível.
Filtro de combustível: verifique a recomendação do fabricante. Normalmente recomenda-se a troca em veículos a gasolina a cada 7.000 Km e em movidos a álcool a cada 10.000 Km. Com um filtro limpo, as impurezas do combustível não afetam o sistema de alimentação.

6. Bateria
Há baterias que exigem a adição da água, mas as disponíveis no mercado atualmente, em grande parte, são as seladas, que não exigem o mesmo. Deve-se verificar se os cabos estão limpos e bem fixados aos pólos da bateria. É indicado que as condições de funcionamento do sistema de carga e partida, bateria e alternador sejam verificados anualmente.

Manutenção-1

7. Pneus e Rodas
Sempre use pneus com as medidas indicadas pelo fabricante do veículo. Com os pneus frios, calibre-os a cada 15 dias e antes de viajar. Os pneus modernos já indicam desgaste: devem ser trocados quando o desgaste atingir um triângulo ou as letras TWI, que são impressas nas laterais do pneu. Fazer o rodízio, o alinhamento e balanceamento a cada 10.000 km aumenta a vida dos pneus, melhorando a segurança e dirigibilidade do veículo.

8. Freios
Sobre os freios é importante periodicamente realizar a manutenção de alguns itens.
Fluído do freio: a troca deve ser realizada a cada 2 anos ou conforme o fabricante recomendar. Sem a troca, umidade pode ser acumulada, anulando a frenagem.
Troca de pastilhas: ao realizar esse procedimento, o profissional deverá medir a espessura dos discos de freio. Se estiver dentro da tolerância, poderá ser retificado; se estiver fora dessa medida, deverá ser substituído.

9. Suspensão
A revisão do conjunto de suspensão deve ser feita a cada 30.000 Km. Os sinais de que há problemas são ruídos e a falta de estabilidade nas curvas.

10. Óleo do câmbio
Deve ser verificado o nível de óleo do câmbio a cada 30.000 Km. Verifique o manual do veículo, pois nem todos os modelos necessitam de troca. Vazamentos são indicações de que o carro está precisando de consertos. Para os carros de câmbio automático, é importante a troca de óleo e de filtro conforme indicação do fabricante. O recomendado é a busca de auxílio especializado.

Via Salão do Carro