Carro x Moto: qual o melhor?

carro-moto

Uma discussão tão antiga e acirrada quanto aquela de “quem veio primeiro: o ovo ou a galinha?”, o embate sobre “carros ou motos: qual é o melhor?” até hoje não chegou ao fim. A verdade é que não existe uma resposta específica – afinal, essa escolha leva muito em conta o gosto pessoal e o estilo de vida da pessoa.

Muitas vezes as pessoas acabam escolhendo um carro por achá-lo mais seguro, ou então optam pela moto por sua praticidade. O fato é que existe muito mais por trás disso, além de muitos prós e contras. Confira!

Segurança

Um senso (quase) comum é de que as motos não são tão seguras quanto o carro. Talvez esse seja o ponto mais marcante para a escolha de um em detrimento do outro. Sim, é verdade, em uma moto ficamos mais vulneráveis – afinal, nossa única grande proteção é um capacete -, porém, isso também está relacionado ao modo como se pilota. Afinal, é o próprio condutor que constrói o risco. Então, basta ter atenção redobrada e andar com cautela que os riscos diminuem – e o mesmo vale para um carro.

Investimento

É quase injusto comparar: o valor do investimento de uma moto é muito inferior ao de um carro. Por exemplo, um carro básico custa, no mínimo, cerca de R$ 20.000, enquanto que uma moto simples sai em torno de R$ 4.500. Mesmo que você escolha um modelo melhor, intermediário, o seu gasto continua sendo menor do que o mínimo a ser investido num automóvel. E estamos falando apenas do investimento inicial…

Consumo

Enquanto que um carro roda cerca de 10 km com um litro de combustível, uma moto pode rodar de 30 km à 50 km, dependendo do modelo. E em tempos de inflação – e aumento do combustível – querer gastar uma pequena fortuna para andar de carro não parece uma boa escolha.

Praticidade

Ter um carro pode ser prático parar levar toda a família ou amigos para onde quiser, porém, uma moto pode te levar até lá muito mais rápido. Não é uma questão de velocidade, mas sim de praticidade, até mesmo para estacionar. Com uma moto você não economiza somente recursos, mas também tempo.

Prazer

Um dos pontos principais para quem prefere as duas rodas: a liberdade e prazer que uma volta de moto proporciona. Ao dirigir um carro você talvez faça tudo no automático, sem pensar muito nos seus movimentos – dirigir é quase um reflexo. Já sobre as duas rodas você aproveita a viagem, curte a estrada, a paisagem, o vento na pele. É uma sensação que só quem já andou conhece – e vale a pena conhecer.

Estilo de vida

Esse é um dos pontos mais decisivos na hora de escolher. Além do gosto pessoal, é importante levar em conta a sua situação familiar. Por exemplo, se você tem filhos e está procurando um único meio de locomoção, então opte pelo carro. É mais prático e, nesse caso, mais seguro – levar uma criança pequena na garupa da moto não daria certo, não é?

Se você ficou convencido de que a moto também é uma ótima opção, saiba que plataformas de anúncios de carros já estão disponibilizando o de motos também, o Salão do Carro/Moto é uma das plataformas que já possibilita buscar motos usadas.

Via Salão do Carro