Farol de Xenon não é Contra a Legislação

Já escutei muita gente por ai falando que farol de Xenon era contra a lei, que o carro era apreendido assim como quando tivesse um carro rebaixado e só liberado após a modificação para o farol original.

De certa forma a lei está ai para isso, para prender alguns carros que possuem farol de Xenon fora dos padrões e que ofuscam a vista dos motoristas que vem em sentido contrario ou até mesmo na frente de um carro com um farol de Xenon desregulado ou fora das normas.

Realmente atrapalha, já tive a péssima oportunidade de dirigir na frente de um carro com farol de Xenon desregulado, sem pensar tive que ir para o acostamento e deixá-lo passar porque a dor nos olhos era demais.

Mais temos vários faróis de Xenon no mercado que foram aprovados pelo DETRAN e que podem ser usados sem nenhum problema, nem para o seu bolso e nem para a visão de outros motoristas, vou listar abaixo algumas especificações que estão na lei sobre o farol de Xenon no Brasil, sobre a potencia, cor, entre outras características que é preciso para um farol de Xenon estar dentro da lei e poder ser usado no Brasil.

A potencia do farol de Xenon não pode ultrapassar 60 w, sendo que a maioria dos faróis de xenon não alcança mesmo, não chegam a 40 w.

A cor dos faróis de xenon tem que ser branca ou amarela sendo que a cor do farol de xenon é branca que varia de 6000 a 8000 graus kelvin, só e permitido na legislação brasileira faróis acima de 8000 graus kelvin faróis xenon para Off – Road.

Se os equipamento não se enquadrar nas características citadas isso poderá gerar uma multa grave e retenção do veiculo ou documento até a alteração das características para que o carro possa circular.